Sem Imagem

Promoção e Fortalecimento da Agroecologia

O Instituto Giramundo é uma organização da sociedade civil de interesse público e sem fins lucrativos, que promove práticas agroecológicas de produção agrícola e enfoque no Desenvolvimento Sustentável. Ensinamos jovens e adultos a desenvolverem a agricultura de base familiar e ecológica, educando para o manejo sustentável, o respeito e a preservação da natureza. Lutamos pelos direitos humanos e ajudamos comunidades desfavorecidas a encontrarem mais renda e mais alimentos aliando a preservação do ambiente. A missão do Instituto é contribuir para a afirmação da agricultura familiar, e para a construção da uma agricultura sustentável, com base em princípios agroecológicos e praticas educativas participativas de organização e mobilização popular.

Sistemas Alimentares Sustentáveis: Caminhos para Alimentação Saudável

O projeto “Sistemas Alimentares Sustentáveis: caminhos para a alimentação saudável” tem como proposta orientadora os processos de formação de lideranças, iniciativas de incidência política e de divulgação das problemáticas que envolvem os sistemas alimentares e seus impactos na vida das pessoas e no meio ambiente em duas regiões de Pernambuco. O Estado apresenta um dos mais altos índices de insegurança alimentar e nutricionais entre os estados da Região Nordeste.

Maior Produção de Arroz Orgânico da América Latina

Experiência que completa 20 anos, a produção de arroz orgânico do Movimento dos Sem Terra tornou-se a maior produção da América Latina. Unidas em cooperativas, são 363 famílias de 15 assentamentos e 13 municípios trabalhando na produção do cereal sem veneno e com a preservação dos recursos naturais.

Além da produção agroecológica do MST movimentar a economia local dos municípios onde atua, gera grande lucro ao país ao pagar os consequentes impostos e tornar produtivas as terras outrora improdutivas.

Terraço Verde

O Terraço Verde é um movimento que articula produtos e serviços ligados à sustentabilidade urbana, fomenta sua replicação e fortalece a economia verde. Estamos em Curitiba, transformando uma área ociosa em um local para desenvolver tecnologias sustentáveis e educação.

Justa Trama – Cadeia Ecológica do Algodão Solidário

A Central Justa Trama é a maior cadeia produtiva no segmento de confecção da economia solidária articulando 600 cooperados/associados em cinco estados: Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Ceará e Rondônia. Este processo que inicia no plantio do algodão agroecológico vai até a comercialização de peças de confecção produzidas com este insumo. Assim, a Justa Trama é uma trama entre vários empreendimentos da economia solidária e justa pela busca incansável de justiça entre nós e com o mundo em todas as relações que construímos, inclusive informando ao consumidor que adquire ou usa os produtos, que tem o orgulho de saber por quem é plantando o algodão, por quem é fiado e tecido e por quem é confeccionado.

Jovens gerando renda na agricultura familiar

Jovens de comunidades rurais do Baixo Sul e do Vale do Jiquiriçá, na Bahia, recebem assessoria técnica para a construção e socialização de conhecimentos sobre práticas agroecológicas. Com essa intervenção educativa, os jovens puderam qualificar suas produções e elevar suas rendas, promovendo também a soberania alimentar, o fortalecimento da agricultura familiar e a diminuição do êxodo rural nas comunidades locais, além da participação dessa juventude em associações, sindicatos e cooperativas.

Há algo mais que o mercado

Famílias camponesas da comuna de San Gabriel del Baba através de muitas reuniões e trocas de experiências se convenceram da agroecologia. Atualmente, suas fazendas são totalmente agroecológicas e as pessoas são promotoras da causa agroecológica. Eles alcançaram canais de marketing alternativo, mas ainda dependem de pequenos consumidores conscientes. Mesmo com este problema de mercado, as famílias não mudaram sua convicção. O mercado e a parte econômica não é o mais importante.

Confira mais informações sobre esta prática no Almanaque do Futuro: bit.ly/2KtCB9j

Do lixo à economia colaborativa: uma experiência sem perdedores

Uma iniciativa, lutando contra uma epidemia de cólera e despejos em o meio ambiente, em seus inícios com foco comercial gerenciado no cone leste de Lima é sua transformação em um empreendimento coletivo, com visão para a economia colaborativa gerando benefícios em o meio ambiente, social e econômico Uma história onde ninguém perde.

Confira mais informações sobre esta prática no Almanaque do Futuro: bit.ly/2tCHoM0

Aliança do prosumidor

O consumo responsável de alimentos saudáveis, produzidos por famílias agrícolas agroecológicas através de uma rede de solidariedade entre consumidores e produtores, é constituído em uma aliança de prosumidores, agricultores e consumidores da cidade.

Confira mais informações sobre esta prática no Almanaque do Futuro: bit.ly/2N7aFqh

Granjas sem resíduos

Existem muitas famílias camponesas que incorporam diferentes técnicas de gerenciamento, convertendo assim o lixo em matéria-prima, otimizando o uso de recursos. A implementação e uso de biodigestores é muitas vezes um passo importante na estrada para a fazenda agroecológica.

Confira mais informações sobre esta prática no Almanaque do Futuro: bit.ly/2Kqy7An